Ultimate Spider-Man




Ultimate Spider-Man

Playstation 2




Retornando os reviews do blog com um jogo que eu sempre quis na época em que PS2 e Tobey Maguire estavam em alta. Ultimate Spider-Man foi lançado em 2005 na onda do hype do segundo filme do Aranha, o qual já tinha rendido um excelente game ao qual ainda vou falar aqui no blog. 

Minha história com o jogo.


Minha historia com este jogo foi triste no inicio e só terminou uma década depois. No ano de seu lançamento, assim como a maioria dos garotos, eu comprava discos piratas para o PS2 para poder acompanhar os lançamentos e me divertir de forma mais barata e acessível (na verdade, eu não tinha dinheiro para comprar jogos originais mesmo), mas os jogos piratas infelizmente as vezes deixavam seus clientes na mão. 
No meu caso quando eu comprei este jogo em mídia prensada, o infeliz não funcionou nem com reza brava, mas felizmente as lojas da cidade vizinha onde eu comprava os games piratas tinham garantia com uma notinha, se o jogo não funcionasse eles devolviam o dinheiro.

O problema é que não conseguiram arrumar outra cópia deste jogo, no final acabei esquecendo ele até 2015 quando resolvi comprar todos os jogos lançados para PS1/PS2 do Aranha.

Após dez anos finalmente pude por as mãos no jogo e em uma unica tarde consegui terminar o modo história e enquanto jogava a nostalgia bateu forte da época que eu era muito fã das animações e jogos do Aranha.

Agora vou falar um pouco do jogo. 



 História

Quando começa o jogo, um rápido resumo mostra a origem do herói e também do vilão, Venom. Eu não sou um cara de HQ´s, conheço o personagem através de desenhos e filmes, mas o que deu pra notar de diferente são os pais tanto de Parker quanto de Brock, dois cientistas que trabalhavam juntos em um projeto que deu origem ao simbionte. Alguns vilões querem capturar Venom para estudar o simbionte, porem eles também tem interesse no Aranha pois ambos foram infectados e possuem traços do simbionte.

Aqui os protagonistas realmente são jovens adolescentes de 15 anos, achei bem bacana pois nas animações ( anos 90 e 2003) eles soam e são um pouco mais velhos.

O roteiro é um só mas no papel de Aranha você tem que procurar e deter Venom e outras ameaças enquanto como Venom você tem que fugir, atacar pessoas para se regenerar e causar muito estrago pela cidade.



Controles

Como em Spider-Man 2 (PS2), os controles são bem instintivos e intuitivos, balançar pela cidade, pulos, ataques, são bem tranquilos, apenas na hora de grudar nas paredes eu tive um pouco de dificuldade pela falta de costume pois tem que apertão o botão circulo. Controlar a câmera pode ser um pouco difícil em algumas batalhas, mas nada que seja digno de ser chamado de problema.

Algumas missões de perseguição são meio complicadas, mas com umas cinco tentativas eu consegui "swingar" direito atrás dos vilões.

Na hora da briga lembra um pouco a série Batman Arkham, mas de forma bem primitiva, porem eficaz.




Gráficos

A arte em cel-shading e as cut-scenes como se fosse uma história em quadrinho dão um charme ao jogo. Aliados a uma boa dublagem, você nem liga para os traços "meio" quadrados do herói ou do vilão. As cores chapadas dão um toque bem bacana também porem infelizmente ao andar pela cidade você percebe um pouco da limitação do PS2 quanto a renderização dos cenários.

Lembrando que estou tratando de um jogo de 2005, então realmente não é um defeito essa limitação e o jogo tem que ser visto com olhos 128bits.

Alias o jogo é bem envolvente que eu achei ele muito mais legal de ser assistido do que a animação* cel-shading de 2003.



*Era bacaninha, mas não envelheceu tão bem.




Gameplay

Durante o jogo você faz missões intercaladas entre o Aranha e Venom. O jogo é um mundo aberto e para liberar as missões do modo história você tem que realizar objetivos aleatórios na cidade como apostar corrida com o Tocha-Humana, resgatar pessoas penduradas nos lugares mais esquisitos, levar pessoas para o hospital, deter assaltos entre outros. 
No modo história, como Aranha você enfrenta inimigos como Duende Verde em forma de monstro que cospe chamas (nunca vi isso antes), Silver Sable, Rhino, Beetle* entre outros, já com Venom você irá enfrentar Shocker, Carnage e até o Wolverine.

*Perseguição chata, assim como o Duende Verde, basta um erro para falhar a missão 



 Som

Tanto a dublagem quanto a trilha sonora estão muito boas. Casamento perfeito, ajuda a entrar no clima do jogo e deixa a historia bem envolvente. Em um jogo de aventura como este, é um fator crucial para a qualidade geral do game. Com piadas nas horas certas e musica com ritmo moderno, é um dos pontos fortes do game.



 Resumo

Outro bom jogo do Cabeça-de-Teia, soube aproveitar o mundo aberto do jogo do segundo filme e conta uma historia original respeitando os personagens. Como Aranha você sente que está fazendo o bem naquele "mundinho" digital e como Venom é bem gratificante sair dando porrada pesada e machucando pessoas inocentes pela cidade, sem contar o salto gigante estilo Hulk que ele tem.
É um jogo em que você tem que estar no clima, fazer missões aleatórias e repetitivas do mapa para abrir missões do modo história pode ser um pouco massante mas nada que vá diminuir a diversão do jogo. 



*Merchan nos games, achei engraçado o Nick Fury usando este celular.



*Finalizando o jogo em uma tarde e jogando pela primeira vez, levei aproximadamente 6h


Edição de Colecionador

O jogo possui uma versão que vem uma luva da capa e um quadrinho da historia do jogo, achei dificil achar para comprar completo, mas está na minha lista de futuras aquisições.

0 comentários :

Postar um comentário

ADS

ADS

Criar cartão de visita

Postagens populares